0.00
OAB 1° e 2° fase

Como você cuida da sua saúde mental?

Cuide da sua saúde mental com as dicas do blog do Ceisc. Saiba mais sobre os principais cuidados!

Última atualização em 20/02/2024
Compartilhar:

Em alusão ao janeiro branco (mês de conscientização dos cuidados com a saúde mental), trago a importância de discutirmos sobre o cuidado com a saúde mental em nossas vidas. O aumento significativo de diagnósticos de transtornos mentais (ressaltando a depressão e a ansiedade) no ano de 2021, evidencia a necessidade de desconstruir preconceitos e estigmas sociais em relação ao sofrimento e adoecimento mental. O objetivo de inserir esse tema nos espaços que ocupamos, é de estimular a conscientização sobre a importância de prevenir os danos emocionais ocasionados pela falta de atenção com a saúde mental, influenciando no surgimento de adoecimentos físicos e psicológicos. 

Por isso, te convido ao seguinte questionamento: quais ações voltadas ao cuidado com a sua saúde mental têm sido realizadas por você? Percebe-se o quanto ainda existe uma grande dificuldade instituída pelo social em conseguir reconhecer e validar o próprio sofrimento e o do outro sem banalizar, criticar, julgar ou diminuir. O estigma associado à aqueles que já tiveram ou ainda sofrem com algum tipo de adoecimento psíquico, criam barreiras sociais e esse alguém passa a ser alvo de discriminação quando evidencia a necessidade de apoio especializado. 

Deste modo, identifica-se que muitas vezes se é dado uma ênfase maior ao cuidado da saúde física, esquecendo-se do corpo enquanto totalidade, principalmente de olhar para o interno. Há uma busca incessante de olhar para fora e uma evitação de se confrontar com a dor, até porque tende-se a nomear como “vergonhoso” a possibilidade em assumir quando não se está bem, o que suscita um mecanismo de negação das emoções. E é importante ressaltar que quando se fala em saúde mental, não se fala em ausência de doença mental, mas sim sobre a possibilidade de entendimento das emoções e sentimentos.

 É importante refletirmos que o cuidado com a saúde mental vem a fortalecer o sujeito, podendo reaver a sua relação com a vida. Principalmente em momentos de fragilidade psíquica e diante de situações geradoras de sofrimento. E para procurar um psicólogo, não se deve esperar que o sofrimento se transforme em adoecimento. Muitas pessoas vão procrastinando o cuidado mental, achando que ele irá amenizar com o passar do tempo, o que pode resultar em uma série de danos negativos, vindo a se transformar posteriormente em adoecimento. Por isso, é importante a identificação de sinais de alerta que indicam conflitos internos. 

Além disso, o apoio especializado (de um psicólogo e/ou psiquiatra) surge como fonte de autocuidado, no qual, o sujeito poderá estar desenvolvendo um olhar mais empático, acolhedor e respeitoso consigo mesmo, compreendendo a importância de aceitar-se de maneira integral: com erros e acertos, qualidades e defeitos, bem como aprendendo a respeitar à sua subjetividade. E primordialmente, buscar por apoio psicológico poderá auxiliar no desenvolvimento e expansão do autoconhecimento, construindo a independência necessária para lidar com emoções e superar dificuldades. 

Lembre-se que são inúmeras as formas de manter a saúde mental em dia. A primeira delas é buscar validar o você se sente, pois a partir disso, você poderá reconhecer em si quais são seus desejos e o que para VOCÊ é capaz de provocar saúde e bem-estar, já que isso dependerá da sua singularidade, particularidade e subjetividade. Assim, buscar identificar a origem e a causa do seu sofrimento é fundamental, pois somente quando tiver a consciência sobre si, será possível encontrar soluções e maneiras de como manejar essa situação. 

Outras sugestões preciosas são: priorize cuidar de você, busque reconhecer as suas emoções e sentimentos, fortaleça os vínculos sociais e afetivos, desfrute do tempo ócio, exercite a mente e o corpo com aquilo que lhe proporcione prazer. E assim, que você possa aprender a olhar para o que você sente. Questione-se mais, se permita a encarar as suas sombras para que a luz possa se aproximar. Por mais doloroso e intenso que seja, nada é mais recompensador do que saber quem se é e o que deseja se tornar. A mudança que você almeja precisa partir de você! 

Por isso, reflita e compartilhe essa informação. Seguimos disseminando saúde mental como forma de prevenção e autocuidado. Não feche os olhos para o cuidado para com a sua saúde mental e daqueles que te cercam. Abra a sua mente, se acolha e estenda a sua mão para as suas relações!

Com carinho, psicóloga Caroline Maria Nunes!

00

Fale com a gente

Converse com a equipe de Vendas Ceisc pelo Whatsapp ou então tire suas dúvidas com o Atendimento Ceisc pelo e-mail para atendimento@ceisc.com.br

logo-ceisc

Aplicativo Ceisc 

android
ios
Quem somos

Assine nossa newsletter

Ao enviar, você concorda com as Políticas de Privacidade e em receber comunicações do Ceisc. 

Santa Cruz do Sul

 

Rua Senador Pinheiro Machado, 1164 

Centro - CEP: 96810-136
Telefone: (51) 3937-8448

Porto Alegre

 

Rua Giordano Bruno, 327

Rio Branco - CEP: 90420-150

icon
icon
icon
icon
icon
icon
icon

© 2024 Ceisc. Todos os direitos reservados. Razão social: CEISC CURSOS PREPARATORIOS LTDA. CNPJ: 22.268.951/0001-89


Desenvolvido por

multti